A CAÇADA

mulher

Seis anos atrás, depois que me casei, meu marido e eu estávamos tentando ter um bebê, mas não importa o quanto tentássemos, eu não engravidava, então depois de um ano fomos ao médico e descobrimos que meu marido não estava produzindo espermatozoide suficiente para conseguir me engravidar… ele poderia, mas as chances eram poucas. Conversamos muito sobre isso e ele queria continuar tentando e se acontecesse ou não acontecesse ele estava bem com isso, mas eu queria muito ter um filho. De qualquer forma, eu estava conversando com uma de minhas amigas sobre isso e disse a ela que realmente queria um bebê e, naquele momento, não me importava com quem. Ela estava com uma expressão engraçada no rosto e disse que se eu realmente não ligasse, ela conhecia um lugar onde eu poderia engravidar e eu não saberia quem era o pai.

Fiquei um pouco chocada porque não pensei que minha amiga gostasse desse tipo de coisa e nunca tinha ouvido falar de um clube como aquele. Ela me contou que uma de suas amigas contou a ela sobre isso quando ela estava no colégio e ela ingressou quando ela completou 18 anos e já tinha visitado o lugar várias vezes … enquanto eu estava sentada lá ouvindo ela falar sobre isso eu estava ficando bem animada imaginado como seria. Então ela me convidou para ir e participasse da próxima “caçada”… Eu provavelmente fiz uma cara de boba enquanto ficava sentada olhando para ela sem saber o que dizer, ela começou a rir e me disse que só queria saber se eu estava interessada, ela não precisava de uma resposta naquele momento.

Eu pensei muito sobre isso por um tempo e eventualmente decidi que queria tentar, então liguei para ela e marcamos uma data para irmos no fim de semana seguinte e dissemos ao meu marido que ela e eu íamos ter um fim de semana só para garotas e que ele deveria se reunir com seus velhos amigos e se divertir. Fiz uma pequena mala para aquela noite e não fiz nada além de pensar no que aconteceria.

Minha amiga me pegou e enquanto estávamos dirigindo para lá ela me explicou as regras da caçada que eram: nenhuma roupa permitida além de sapatos, nenhuma conversa entre os caçadores e a presa, uma vez que a presa for pega ela faz o que os caçadores querem, quando os caçadores acabam com a presa, eles vão soltá-la para que outros caçadores possam pegá-la e usá-la, os caçadores não podem machucar ou abusar da presa, a presa não pode se limpar até o fim da caça, ninguém pode ficar de fora ou se esconder.

Chegamos em uma fazenda, ela atravessou um portão que levava a um pequeno estacionamento onde paramos. Havia alguns outros carros, uma velha cerca de madeira e muitas árvores. Ela desligou o carro e perguntou se eu estava pronta e eu dei uma olhada rápida no estacionamento e acenei que sim, ela sorriu e me disse para não me preocupar, seria divertido e então saí do carro. Eu desci e fomos até o porta-malas do carro e começou a tirar a roupa então eu fiz a mesma coisa e em pouco tempo estávamos paradas atrás do carro apenas calçadas.

Ela sorriu e fechou o porta-malas e me disse para segui-la para a floresta, logo depois que saímos de vista do carro, ouvi o som de pneus no estacionamento atrás de nós. Continuamos avançando por um bom tempo até que entramos em uma pequena clareira próxima a um lago, quase imediatamente, uma grande mão agarrou meu cabelo por trás e me puxou. Minha amiga olhou para trás e sorriu enquanto corria.

Este homem fez ficar de joelhos e segurou meu rosto com força e passou seus dedos nos meus lábios, ele me fez abrir minha boca e passou a ponta de seu pênis nos meus lábios antes de agarrar minha cabeça com as duas mãos e empurrar o pau dela na minha garganta, me fazendo engasgar, ele puxou de volta e empurrou em mim novamente e começou a foder minha boca, depreende ele parrou e começou a gozar, disparando seu sêmen na minha garganta antes de puxar seu pau para fora da minha boca e esfregá-lo no meu rosto deixando um rastro de esperma, enquanto ele sorria para mim. Ele me soltou e correu para a floresta e eu me levantei e corri pela trilha que minha amiga tinha ido em segundos senti uma mão me agarrando, eu virei e era minha amiga, ela me puxou para fora da trilha e corremos um pouco ela parou e sussurrou para mim “se divertindo?” eu não respondi nada e só perguntei de volta “e você?” ela sorriu e apontou para suas pernas que já estavam brilhando com esperma e acenou com a cabeça que sim.

Pelo resto do dia nós corremos pela floresta sendo pegos e fodidas por um monte de homens diferentes. Eu só vi uma outra garota além da minha amiga, mas fui fodido mais de 10 vezes naquele dia e acho que ela foi fodida mais vezes que eu. Paramos na área de reunião/suprimentos (um lugar para comida e cobertores) naquela noite e comemos um pouco e pegamos alguns cobertores de casal e voltamos para a floresta, onde juntamos algumas folhas e colocamos no nossos cobertores para dormir.

Eu fiquei lá, deixando que ela me tocasse enquanto sentia o forte odor de sexo que ambos tínhamos em nós. Eu me inclinei para frente tentando adivinhar onde estava sua boca e a beijei (era seu nariz) ela percebeu o que eu tentava fazer e e foi direto para meu lábios, começou a me beijar e me tocar. Ela começou a ficar mais intensa eu comecei a tocar sua boceta e deslizei meus dedos entre seus lábios acariciando lentamente seu clitóris enquanto meus dedos se moviam para frente e para trás. Eu estava com tanto tesão que queria lamber sua boceta (eu nunca tinha feito isso até aquela noite) eu deslizei beijando seu corpo até chegar em sua boceta deslizando minha língua por seus lábios e seu clitóris, sua boceta estava molhada e cheirava a sexo quando eu lambi seu clitóris, deslizei minha língua em sua boceta e senti o gosto de sêmen (eu sei que é nojento, mas eu estava com muito tesão) em pouco tempo eu podia sentir seu corpo tremendo e ouvi-la gemer levemente enquanto ela gozava. Eu me movi de volta e a beijei com meus lábios que tinha o gosto de sua boceta.

Nós nos beijamos por um tempo e nos abraçamos antes de adormecermos nos braços uma do outra … acordamos na manhã seguinte, pegamos nossos cobertores e voltamos para a área de reunião/abastecimento para pegar um pouco de comida e colocar de volta nossos cobertores. Nós rapidamente comemos e voltamos para a floresta, mas eu logo tive que ir ao banheiro, então nós fomos para atrás de algumas árvores fora da trilha e começamos a nos aliviar quando um dois homens apareceram e colocaram seus paus no nossos rostos (você pensaria que eles iriam esperar até que terminássemos, mas eles não esperaram) eu abri minha boca, comecei a chupando seu pau enquanto eu observava minha amiga chupar o pau do outro cara e em minutos nós dois estávamos sendo fodidas de pé uma ao lado da outra, enquanto eles gozavam, já tínhamos que chupar o pau de outros caras e eles se reversaram por um longo tempo. Quando eles terminaram eu estava exausta e o dia nem tinha começado direito. Eu fiquei lá deitada por um segundo sentindo o esperma escorrendo pela minha boceta.

Caminhamos de volta para o carro, estamos sujas com folhas no cabelo e com o corpo todo grudento, paramos no estacionamento e nos vestimos, vimos outras mulheres que que faziam o mesmo. Fomos para casa cobertas de esperma e com o cheiro de sexo em nossos corpos, fomos para casa dela para nos lavar, fiquei na casa dela no dia seguinte para descansa e conversar sobre aquela noite.

Meu filho agora tem 2 anos e eu nunca voltei para caçada, eu e minha amiga não falamos daquele dia, nunca tocamos no assunto. Naquela noite, eu só pensava em sexo e foi muito bom, mas fiquei com muita vergonha de falar sobre isso. As vezes me pego pensando daqueles momentos…

Envia uma confissão!

a-cacada.jpg

One thought on “A CAÇADA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

The maximum upload file size: 1 MB. You can upload: image.