Minha primeira experiência lésbica

mulher

Minha primeira experiência lésbica
Minha primeira experiência lésbica

Então decidi escrever minha confissão. Eu nunca pensei que teria algo para escrever que valesse apena compartilhar. Meu nome é Brenda, todos me chama de Beh, eu tenho 22 anos, sou o que todos vocês chamariam de lerda. Eu não perdi minha virgindade até os 20 anos, eu não sou bonita ou vaidosa, eu sou baixinha com apenas 1,70 m de altura, um pouco magra e quase sem seios, mas não sou reta. Todas as mulheres da minha família, com exceção da minha tia são baixinhas e com peitos pequenos. Eu sempre fui meio tomboy, “uma menina bem machona” era como meus colegas me descreviam. Eu nunca usava um vestido ou uma saia e a maioria dos meus amigos eram meninos.  Meu ex era um dos meus amigos de infância e acho que ele só ficou comigo por pena.

Minha confissão começa há alguns meses quando entramos em quarentena. No início de março, fui passar alguns dias na casa da minha amiga Suzy e, de repente, ficamos presas na casa juntas. Ela ao contrário de mim é linda com um corpo que eu mataria para ter. Eu a conheci no trabalho e por alguma razão ela gostava de mim e nos tornamos amigas muito rápido, ela é realmente minha primeira amiga. Naquela primeira noite de confinamento decidimos tomar uma bebida e depois de alguns ela perguntou se eu queria jogar verdade ou consequência, só para passar o tempo. Bem, não demorou muito para ela me perguntar algumas verdades sujas e ela ficou chocada ao descobrir que eu só tinha estado com um homem e ainda mais chocada ao descobrir que eu só tinha transado com 2 caras na minha vida.

Ela começou a me contar sobre alguns homens com quem ela esteve e as mulheres com quem esteve também. Eu já estava um pouco bêbada e aquela conversar me deixou mais a vontade com ela, sem percebe eu acabei dizendo que sempre quis tentar  ficar com uma garota para saber como era. Ela se levantou e se inclinou para pegar algo, eu consegui perceber que ela não tinha nada debaixo da camisola, a bunda nua dela ficou bem na minha cara. Ele deve ter percebido meu olhar, ela me encarou e depois deixou a camisola cair e ficou nua na minha frente, e disse que era a minha vez. Se eu não tivesse bebido eu teria corrido para o meu quarto assustada. Eu tirei me pijama, mas ainda estava com sutiã e calcinha, tirei tudo bem rápido e fiquei nua na frente dela, meus peitos pequenos e buceta nuas, meu coração batia tão rápido que eu achei que fosse explodir. Ela me encarou e eu fiquei com muita vergonha, eu não costumava me depilar. Ela disse que teríamos que fazer algo sobre isso e pegou minha mão e me levou ao banheiro e me disse para sentar no vaso. Eu fiz o que pediu e ela começou a me depilar, eu não consegui encara ela fiquei olhando para o lado, ela me disse para abrir um pouco mais minhas pernas. Antes que eu percebesse, eu estava careca lá embaixo, não tinha cabelo nenhum. Ela me disse para me olhar no espelho e me perguntou o que eu achava? Eu ri, mais de nervoso, eu acho.

Voltamos para o quarto dela e tomamos outra bebida. Já parecia muito natural fica pelada com ela. Ela me perguntou se eu me masturbava muito? de masturbação eu entendia então disse com confiança que sim, e muito. Ela me disse para esperar e foi para o quarto dela, quando ela voltou ela tinha uma caixa na mão. Ela colocou na minha frente e me disse para abri-la. Meu Deus, estava cheio de todos os tipos de brinquedos sexuais. Ela escolheu um vibrador e me disse para abrir minhas pernas de novo, ela ligou e colocou no meu clitóris. PQP eu quase cheguei lá muito rápido, mas me segurei. Ela esfregando ele no meu clitóris por um tempo e então sem qualquer aviso ela enfiou ele dentro de mim. Eu quase cai da cama e soltei e gemido alto. Ela tirou ele de dentro começou a me lamber, eu não tenho ideia de quanto tempo ela ficou me lambendo mas eu tive mais orgasmos do que consigo me lembrar, eu mordia minha mão e segurava meu gemidos. Ela me pediu para ficar de bruços e eu senti a língua dela na minha bunda, ela lambeu naquele lugar e meu Deus eu fiquei chocada, então eu senti o dedo dela entrar nele. Meus quadris não paravam de se mexer, não consiga mais segurar meu gemidos, ela segurou minha bunda com força e me fodeu com a língua. Eu gozei de novo, nem sabia que era possível gozar tanto em um curto espaço de tempo. Eu estava no céu naquele momento e perdi a noção do tempo e o que ela estava fazendo comigo. Quando ela parou, eu mal podia me mover, estava exausta. Ela deitou do meu lado e eu dormi ali mesmo de bunda pra cima dota suja.

Eu precisava contar essa história mesmo que ninguém leia, escrever isso me fez relembrar aquele dia.

Envia uma confissão!

Minha primeira experiência lésbica

Confissões Anônimas

3 thoughts on “Minha primeira experiência lésbica

  1. Ótima confissão, meus parabéns pela sua experiência. Espero que dê tudo certo na sua vida, obrigado por perder a vergonha e compartilhar seu relato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

The maximum upload file size: 1 MB. You can upload: image.